Menu Paginas

sexta-feira, 27 de maio de 2016

REDUÇÃO NO CONSUMO DE ÁGUA NA CAPITAL E REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA FICA AQUÉM DA META

27/05/2016 - A redução de consumo de água em Fortaleza e Região Metropolitana foi de apenas 5,2% no mês de abril. A meta mensal da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece) é de 10%. No último mês, os dados da empresa apontam que 242 mil consumidores apresentaram consumo superior à meta, logo, pagaram adicional sobre o consumo excedente de água. A soma mensal da quantia das tarifas chegou ao valor de R$5,4 mi. A tarifa de contingência está no seu quinto mês de aplicação.

Apesar da diminuição do consumo, o superintendente comercial da Cagece, Agostinho Moreira, informa que a redução deve ser maior. “Demoramos cinco meses para reduzir o que deveríamos diminuir em um único mês”, destacar o gestor. Moreira acredita que as medidas de contingência estão dando resultado. Sobre o plano de racionamento para Fortaleza, que está sendo elaborado pela Companhia, por solicitação da Autarquia de Regulação, Fiscalização e Controle dos Serviços Públicos de Saneamento Ambiental (Acfor), o superintendente avalia que não vai ser necessário a utilização do mesmo. “Estamos elaborando, mas acreditamos que não vá acontecer”, afirma.

Média Mensal

A tarifa de contingência, que entrou em vigor no dia 19 de dezembro de 2015, é aplicada pela Cagece aos consumidores que não reduzirem o consumo de água durante o período de escassez. A média mensal de consumo da Capital e da RMF é de 12 milhões de m³ e, para atingir a meta estabelecida pelo mecanismo de contingência, o volume consumido deve ser reduzido em cerca de 1,2 milhão m³. A meta foi calculada pela  Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Estado do Ceará (Arce). 
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário