Menu Paginas

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

FALTAM SOMBRAS EM NOVA PRAIA DO FUTURO

14/08/2015 - Quase um mês após a inauguração da Praça da Paz Dom Hélder Câmara, a antiga praça 31 de Março, na Praia do Futuro, frequentadores se dizem satisfeitos com a estrutura, mas reclamam que faltam arborização e abrigos para o sol no espaço. A Prefeitura de Fortaleza diz que o equipamento deve receber novas mudas em breve.De acordo com a Secretaria Municipal do Turismo (Setfor), 380 árvores foram plantadas no local, com pelo menos 15 espécies diferentes, incluindo palmeiras, coqueiros e bromélias. Entretanto, no espaço, algumas palmeiras e coqueiros resistem, mas com muitas folhas mortas. Das plantas de médio porte sobraram apenas os galhos. Somente duas árvores de grande porte fazem sombra em uma das extremidades da praça.Segundo a Setfor, o equipamento foi adotado pelos Mercadinhos São Luiz e já há profissionais contratados para executar os serviços de jardinagem. O órgão diz ainda que todos os canteiros contam com irrigação individual e que, nos próximos dias, um técnico da Prefeitura irá orientar melhor os jardineiros. Em nota, a Prefeitura diz ainda que o trabalho de paisagismo da praça deve continuar. Além da orientação do técnico, o local “em breve deverá receber o plantio de novas mudas”.O comerciante Júnior Gonçalves diz estar satisfeito com os espaços de lazer e convivência na praça. No entanto, define, o local tem “horário de funcionamento”. “Entre as 10h e as 16 horas fica deserta, ninguém aguenta o calor”, diz.As mesas e bancos instalados no local ficam em pontos expostos ao sol. Os caramanchões que deveriam cobri-los ainda não receberam plantas. No local, também é comum pessoas tentando se abrigar na estreita sombra dos postes e nas laterais de quiosques.                               
Custos
Entregue no último dia 23 de julho, as obras no local sofreram consecutivas paralisações, demorando quatro anos para ficarem prontas. Como noticiado, o atraso refletiu em um aumento de R$ 1,2 milhão nos custos da reforma, que foi finalizada com R$ 5,8 milhões investidos.
                                                                                                            O POVO ONLINE
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário