Menu Paginas

terça-feira, 31 de março de 2015

CDL PLANEJA AÇÕES PARA INTENSIFICAR O COMÉRCIO EM SANTA QUITÉRIA


30/03/2015 - Uma diversidade de segmentos movimenta a economia de Santa Quitéria. Segundo dados do Anuário Estatístico do Ceará (2013/2014), pelo Instituto de Pesquisa e Estratégia Econômica do Ceará (Ipece), a maior parte da economia do Município provêm do setor de serviços (64%), seguindo da agropecuária (19%) e da indústria (16%). Além desses setores, conta com a renda advinda dos servidores da Prefeitura e aposentados, que movimentam o varejo. Nesse meio, os segmentos de calçados e vestuários produzidos na região são os que mais se destacam em todo o Ceará, segundo o presidente da CDL de Santa Quitéria, José Bonifácio de Paiva Filho.
"O meu segmento é de confecção. E geralmente, quando a gente chega ao local dizendo que a confecção é de Santa Quitéria, as pessoas já querem logo ver, conferir a qualidade e design do nosso produto. O município ganha destaque devido à confiança na mercadoria produzida na região", ressalta o presidente.
Também do setor de confecção, o empresário Manuel Medeiros conta que, no mês de março, o movimento no setor foi fraco e que as expectativas estão voltadas para uma das datas mais esperadas pelo comércio, o Dia das Mães, que garante um aumento no volume de vendas.
"Nós estamos preparando uma nova coleção, que apresentaremos neste próximo mês no Maraponga Mart Moda, durante o Festival de Moda de Fortaleza. Essa é uma oportunidade que temos todos os anos de mostrar os nossos produtos e garantir boas vendas para o mês de abril e maio", afirma Manuel Medeiros.
A indústria de extração mineral também vem atraindo investidores. A Mina de Itataia, localizada entre o município de Santa Quitéria e Itatira, é o local de desejo para a indústria de extrativismo, pois ela possui a maior reserva de fosfato do País e de urânio do mundo. O presidente da CDL explica que o processo de extração está previsto para os próximos anos e que a fase de instalação da indústria vem trazendo muitos benefícios para a cidade, como, por exemplo, a implantação de novos bancos.
"Hoje, estamos com os quatro maiores bancos do País instalados em Santa Quitéria. Já tínhamos o Bradesco e o Banco do Brasil. Agora nós temos a Caixa Econômica Federal e o Banco do Nordeste, que também são nossos parceiros no fortalecimento do comércio", conta. Após o início das chuvas de março, a esperança de que o ritmo da economia daria uma reviravolta se instalou nos municípios cearenses, que dependem da fonte de renda primária, como agricultura, para movimentar o comércio. No município de Santa Quitéria não foi diferente, já que a maior dificuldade no interior cearense era a falta de chuva.
Os quiterienses estão animados com o período chuvoso. O presidente da CDL de Santa Quitéria, José Bonifácio Filho, acredita que, se o período de chuvas se estender por mais algum tempo, o comércio vai alavancar e funcionará ainda melhor.
João Parente, empresário do ramo farmacêutico, garante que já vê melhoria e afirma que a maior mudança na cidade neste mês foi à chegada do "inverno", pois, com ela, o campo mudou de cenário.
"Na última semana choveu muito na Cidade, cerca de 80 milímetros, e isso melhorou a agricultura, considerada a fonte de renda primária do Interior. O nível do açude também deu uma subida", afirma.

Projetos
O presidente da CDL de Santa Quitéria, José Bonifácio Filho, planeja para a sua gestão (biênio 2015 - 2017) entrosar todos os segmentos do comércio, unificando os comerciantes e empresários para juntos fortalecerem a classe varejista, com o objetivo de expandir o comércio do município para que ele seja vitrine compatível com as outras cidades circunvizinhas, inclusive as de maior porte.
Além de impulsionar o comércio local, o objetivo da entidade, ainda segundo o presidente, é fidelizar a clientela no próprio centro comercial. Para tanto, a CDL de Santa Quitéria está em parceria com a Federação da CDL, com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado no Ceará (Sebrae-CE) e outras entidades para profissionalizar e especializar os comerciantes para que possam atender o consumidor da melhor forma.
"A capacitação torna os comerciantes melhores no que fazem e reduz a probabilidade de que os clientes possam ir a centros de negócios de outros municípios", afirma.

Associados
Atualmente a entidade possui 130 associados assíduos, dos mais de 150 cadastrados. Para reverter esse quadro, a proposta da nova gestão é revitalizar os parceiros que estão dispersos e conquistar novos, tendo em vista o aumento da demanda no comércio.
O presidente da CDL de Santa Quitéria ressalta a importância das parcerias para a realização de projetos e obtenção de conhecimentos. E recorda a sua participação no evento "Cenário do Varejo" promovido pela CDL de Fortaleza que foi local para aquisição de conhecimentos. O evento também serviu para se atualizar sobre o que há de novo no mercado varejista.
Dentre os planejamentos, a entidade pretende implantar o Prêmio de Lojista do Ano, no próximo mês de julho. A escolha do mês foi definida tendo em vista a comemoração do Dia do Comerciante.
O empresário completa que este será o segundo evento do ano e o primeiro de sua gestão. O primeiro evento foi a Fecoisq, em janeiro, junto à sua solenidade de posse.

Diário do Nordeste
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário