Menu Paginas

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Joaquim Levy vai discutir ajuste fiscal com PMDB

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, foi convidado pelo vice-presidente Michel Temer para jantar segunda-feira (23/02), no Palácio do Jaburu e discutir com as cúpulas do PMDB e do Congresso as medidas de ajuste fiscal. Além de Levy, estarão no encontro os seis ministros do partido; os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Eduardo Cunha; e
os líderes do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani, e no Senado, Eunício Oliveira. Nenhum ministro da articulação política foi convidado.

O PMDB quer discutir a possibilidade de flexibilizar as medidas de restrição à concessão de benefícios como o seguro-desemprego. A intenção de Temer é se posicionar favoravelmente ao ajuste fiscal — mas com alguns acertos.
— Vamos ter uma conversa franca e sem censura, sem a pressão da mídia e da oposição. Estamos cientes de que é momento de fazer sacrifícios pela manutenção de programas sociais — disse um peemedebista.
Apesar da relação ruim entre o PMDB e o núcleo político do governo, a sinalização interna é que o partido, o maior em número de votos no Senado e o segundo maior da Câmara, apoiará as medidas da equipe econômica, desde que possa modificar alguns pontos.
No jantar, também será discutido o veto à correção de 6,5% da tabela do Imposto de Renda. O PMDB não deve se opor à manutenção do veto presidencial e ajudará na aprovação de projeto intermediário, que garante 4,5% de correção, como defendeu ontem a presidente Dilma Rousseff.
Com informações do O Globo                                                 FONTE:CEARÁ AGORA
← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário