Menu Paginas

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

39 DEPUTADOS ELEITOS RESPONDEM A PROCESSOS CRIMINAIS; QUATRO SÃO CEARENSE


03/02/2015 - Levantamento realizado pelo portal de notícias G1 indicou que 39 dos 513 deputados federais eleitos nas eleições de 2014 respondem a processos criminais na Justiça. Desse total, quatro são cearenses: Anibal (PMDB-CE), que responde por captação ilícita de sufrágio; Cabo Sabino (PR-CE), por corrupção ativa; Domingos Neto (PROS-CE), por captação ilícita de sufrágio; e Leonidas Cristino (PROS-CE), por captação ilícita de sufrágio.
Os dados foram colhidos na área criminal a partir da 2ª instância e, de acordo com a pesquisa, o crime mais presente nos processos é o de captação ilícita de sufrágio, também conhecido como compra de voto...
Outras acusações comuns nos processos são relacionadas à administração pública, como crime contra a Lei de Licitações, peculato, que ocorre quando o funcionário público se apropria de bens ou valores público, e corrupção.
Para a realização do levantamento, o nome de cada deputado eleito foi verificado na consulta processual online do tribunal de Justiça e do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do estado pelo qual o parlamentar se candidatou; nos cinco tribunais regionais federais (TRFs); no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Supremo Tribunal Federal (STF). Após esse procedimento, os detalhes do processo foram esclarecidos com as assessorias de cada Corte.
Como não foram condenados, os deputados ainda podem apresentar recurso. Quando procurados, alguns dos deputados negaram as acusações, enquanto outros preferiram não se pronunciar. Todos os nomes citados na reportagem são réus, ou seja, tiveram a denúncia feita contra eles aceita no Judiciário.

Confira a lista:
Zeca do PT (PT-MS) - Crimes contra a fé pública, uso de documento falso
Veneziano (PMDB-PB) - Fraude em licitação e desvio de verba pública
Giovani Feltes (PMDB-RS) - Crime de responsabilidade
Washington Reis (PMDB-RJ) - Crimes contra o meio ambiente, formação de quadrilha
Carlos Bezerra (PMDB-MT) - Peculato
Marcelo Castro (PMDB-PI) - Captação ilícita de sufrágio, compra de voto, distribuição de bens em troca de votos
Carlos Gaguim (PMDB-TO) - Crime contra o patrimônio público
Flaviano Melo (PMDB-AC) - Peculato
Anibal (PMDB-CE) - Captação ilícita de sufrágio
Lucio Mosquini (PMDB-RO) - Desobediência à Justiça Eleitoral
Arthur Lira (PP-AL) - Violência doméstica
Dagoberto Nogueira (PDT-MS) - Crime contra o Sistema Financeiro Nacional
Roberto Góes (PDT-AP) - Crime de responsabilidade
Ronaldo Lessa (PDT-AL) - Captação ou gasto ilícito em campanha eleitoral
Waldir Maranhão (PP-MA) - Captação ou gasto ilícito em campanha eleitoral
Paulo Maluf (PP-SP)  Crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro
Ezequiel Fonseca (PP-MT) - Formação de quadrilha
Roberto Britto (PP-BA) - Captação ilícita de votos ou corrupção eleitoral
Aelton Freitas (PR-MG) - Contratação irregular, desvio de verba
Magda Mofatto (PR-GO) - Abuso de poder econômico na eleição
Paulo Feijó (PR-RJ) - Corrupção passiva, Lei de Licitações, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha
Cabo Sabino (PR-CE) - Corrupção ativa
Delegado Eder Mauro (PSD-PA) - Tortura
Silas Camara (PSD-AM) - Peculato
Paulo Magalhães (PSD-BA) - Falso eleitoral
Leonidas Cristino (PROS-CE) - Captação ilícita de sufrágio
Domingos Neto (PROS-CE) - Captação ilícita de sufrágio
Celso Russomano (PRB-SP) - Declaração falsa de domicílio eleitoral
Beto Mansur (PRB-SP) - Trabalho escravo
Marcos Reategui (PSC-AP) - Captação ilícita de sufrágio
Atila Lira (PSB-PI) - Captação ou gasto ilícito em campanha eleitoral
Foletto (PSB-ES) - Captação ilícita de sufrágio
Adilton sachetti (PSB-MT) - Desvio de verba
Marco Tebaldi (PSD-SC) - Emprego irregular de verba pública, falsidade ideológica
Nilton Capixaba (PTB-RO) - Abuso de poder econômico na eleição
Josué Bengtson (PTB-PA) - Formação de quadrilha, corrupção passiva, lavagem de dinheiro, fraude em licitação
Wlad (SD-PA) - Captação ou gasto ilícito em campanha eleitoral
Paulinho da Força (SD-SP) - Estelionato, concussão
Fraga (DEM-DF) - Concussão

Diário do Nordeste

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial

0 comentários:

Postar um comentário